11 janeiro 2011

Livros de Paulo Coelho são banidos no Irã

Paulo Coelho: 6 milhões de livros vendidos no Irã
O escritor brasileiro de maior sucesso no mundo, Paulo Coelho, divulgou em seu blog que todos seus livros foram banidos no Irã. O Ministério da Cultura do país determinou, sem explicar o motivo, que nenhum livro que contenha o nome do autor pode ser publicado. Os livros de Paulo Coelho são publicados no Irã desde 1998, tendo vendido 6 milhões de cópias.
Coelho classificou o episódio como um "mal-entendido". "Meus livros foram publicados no Irã por 12 anos em diferentes governos. Uma decisão arbitrária só pode ser um mal-entendido", escreveu no blog. O autor espera que a questão seja solucionada ainda esta semana e disse contar com a ajuda da diplomacia brasileira. "Eu sinceramente espero que o Governo Brasileiro se pronuncie a respeito."
Este não foi o primeiro problema de Paulo Coelho no Irã. Em 2005, mil cópias de "O Zahir" foram confiscadas pela polícia e seu editor no país foi detido para interrogatório uma semana antes do lançamento do livro. "O Zahir", que trata de homossexualidade, havia sido aprovado pela censura do país.
Em resposta ao banimento, o autor vai colocar todos os livros para download gratuito na internet para o Irã enquanto a questão não for solucionada.

Nenhum comentário: